Você não está logado
Entrar | Cadastrar

Projeto Simples Social de José Medeiros beneficia ONGs de pequeno porte




Publicado em 19/08/2015

Descrição:

Brasília – O senador José Medeiros (PPS-MT), em pronunciamento nesta terça-feira (18), anunciou a apresentação de projeto de lei para simplificar o cumprimento de obrigações tributárias acessórias por Organizações Não Governamentais (ONGs), cuja receita bruta anual não ultrapasse R$ 600 mil, por meio da criação de uma declaração única de informações socioeconômicas e fiscais.

A ideia do Simples Social, segundo o senador, é trazer para o âmbito das entidades sem fins lucrativos de pequeno porte o mesmo processo de desburocratização que beneficiou as pequenas e micro empresas. “Não faz sentido que uma entidade de pequeno porte deva consumir seus parcos recursos humanos e materiais na tarefa exaustiva e desnecessária de preencher uma infinidade de declarações e de documentos contábeis, desviando-a de seu foco principal que é a realização complementar de atividades estatais, em prol do interesse público”, destacou.

José Medeiros disse que o projeto não exime – “pelo contrário, expressamente exige” – que as entidades mantenham a escrituração de suas receitas e despesas em livros revestidos de formalidades capazes de assegurar sua exatidão. “Portanto, nada se perde no que respeita à transparência e à eventual necessidade de fiscalização de dados relativos a despesas e receitas, a fim de coibir desvios e fraudes”, declarou.

Para o senador, ganha-se na simplificação do processo, “o que certamente redundará em mais benefícios para a sociedade como um todo, razão pelo qual, desde já, peço o apoio das minhas colegas e dos meus colegas, Senadoras e Senadores, na aprovação desse projeto de lei, que julgo da maior importância”.

O parlamentar mato-grossense apresentou números de que, no Brasil, existem mais de 290 mil Fundações Privadas e Associações sem Fins Lucrativos, em sua maioria associações religiosas, profissionais e de desenvolvimento e defesa de direitos. São dados do “Perfil das Fundações Privadas e Associações sem Fins Lucrativos 2010”, realizado em parceria pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada – IPEA, a Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais – ABONG e o Grupo de Institutos, Fundações e Empresas – GIFE.

“Do conjunto de entidades sem fins lucrativos, mais de 54 mil, independentemente da forma como estão constituídas, atuam nas áreas de saúde, educação, pesquisa e assistência social. Outro dado significativo é que 72% dessas instituições apoiam suas atividades no trabalho voluntário e na prestação de serviços autônomos; mas que apesar disso, o setor emprega mais de 2 milhões de pessoas, sendo intensa a presença feminina, que responde por 63% da mão de obra empregada”, afirmou.

Judiciário

José Medeiros, ainda durante o discurso, saudou os servidores do Judiciário que estão no Congresso Nacional, defendendo a derrubada do veto presidencial ao PLC 28/2015. “Quero fazer uma saudação especial aos funcionários do Judiciário que hoje estão aqui em Brasília, na luta justa pela recomposição das suas perdas salariais. Sei muito bem o que é isso, ficar fazendo essa procissão de gabinete em gabinete. A todos eles trazemos a nossa saudação”, disse. Ele destacou a apresentação de um requerimento para que o plenário do Congresso Nacional aprecie o item 26, que trata exatamente dessa matéria.

Assista ao vídeo







Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 348 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Deixe seu comentário
Bloqueado
É preciso estar logado para deixar um comentário.
Clique aqui, cadastre-se e participe!!


Este conteúdo tem 0 comentário(s)


Programas


PPS Nacional









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação | Hospedagem e Manutenção:Núcleo de Tecnologia do PPS
© Partido Popular Socialista - PPS (2008)