Você não está logado
Entrar | Cadastrar

No Bom Dia Brasil, Jordy diz que manobra de Cunha contra cassação é lamentável




Publicado em 29/10/2015

Descrição:

Processo contra Eduardo Cunha no Conselho de Ética deve ficar para 2016

Estratégia de Eduardo Cunha tem sido acionar aliados e usar todos prazos possíveis para ganhar tempo. Oposição relata até pressão nos bastidores.

Veja o vídeo

O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, está fazendo de tudo para retardar as investigações que podem resultar na cassação do mandato dele.

Deputados de oposição relatam até pressão nos bastidores. Um deputado, que é do Conselho de Ética, disse que recebeu um recado de que era melhor sair do Conselho, porque poderia virar alvo de denúncias.

Uma estratégia de Eduardo Cunha tem sido acionar aliados e usar todos os prazos possíveis para ganhar tempo e empurrar o processo para o segundo bimestre do ano que vem.

Nove meses na cadeira e um fato inédito. É o primeiro presidente da Câmara a ter um pedido de cassação, agora, já no Conselho de Ética. Entre um compromisso e outro da rotina agitada, Eduardo Cunha fez esse comentário. “Eu nem sequer fui notificado. Eu não sei nem o teor da representação. Não estou preocupado. Realmente não estou preocupado”, disse.

O caminho é longo. Se o Conselho de Ética confirmar que existem fatos e argumentos que justificam o processo, o caso segue adiante e terá até 90 dias para ser concluído. Descontando recesso, final de semana e feriados, seria em abril do ano que vem.

Na semana que vem, será dado o primeiro passo que a escolha do relator, que não pode ser nem do PMDB, nem do Rio de Janeiro, estado e partido de Eduardo Cunha. E o presidente da Câmara terá tempo para se defender.

PSOL e Rede pediram a abertura do processo por quebra de decoro parlamentar porque Eduardo Cunha teria mentido ao dizer que não tem contas na Suíça. O líder do PSOL disse que teve os próprios gastos com verbas da Câmara devassados, no momento que o partido pressiona pela saída de Cunha.

“Pode vasculhar a vontade, porque quem tem uma história de vida limpa notoriamente sem nenhuma conivência com esquema de corrupção, que é o que é denunciado aqui sobre alguns, não tem o que se preocupar”, afirma o deputado Chico Alencar, do PSOL – RJ.

O deputado Júlio Delgado, do PSB-MG, que é do Conselho de Ética, disse que recebeu recados de que deveria sair do Conselho porque também é investigado no Supremo Tribunal Federal. Ele é opositor de Cunha. “O presidente sofre hoje dois processos de investigação na Câmara, uma denúncia no Supremo, um outro inquérito aberto no Supremo e nem por isso ele saiu da presidência da casa”, diz.

O presidente negou a pressão.

Eduardo Cunha: contas? Quem investigou? Eles acusem quem está fazendo isso.
Bom Dia Brasil: Como o senhor está vendo isso?
Eduardo Cunha: Se você não tem mais pergunta? Eu não tenho mais nada para falar.

E há outro pedido de cassação do mandato de Cunha. Mas a direção da Câmara decidiu indicar um relator antes de mandar para a Corregedoria, o que é incomum. O autor do pedido Arnaldo Jordy, do PPS-PA, ficou indignado. “É lamentável porque isso é utilização do cargo da presidência para manipular inclusive a regra de funcionamento da casa”, afirmou.

Eduardo Cunha disse que está tudo dentro da lei. Dentro da Câmara ficou um grupo de manifestantes algemado em frente ao plenário. Eles apoiam Cunha e pressionam para que o presidente da Câmara decida sobre o pedido de impeachment contra a presidente Dilma. Decisão que não tem prazo.

A sessão de instalação do processo está marcada para daqui a cinco  dias, na terça-feira (3).







Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 261 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Deixe seu comentário
Bloqueado
É preciso estar logado para deixar um comentário.
Clique aqui, cadastre-se e participe!!


Este conteúdo tem 0 comentário(s)


Programas


PPS Nacional









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação | Hospedagem e Manutenção:Núcleo de Tecnologia do PPS
© Partido Popular Socialista - PPS (2008)